Notícias

14.10.2020

Milho: dólar pressiona e B3 opera em campo misto nesta 4ªfeira

A quarta-feira (14) começa com os preços futuros do milho operando em campo misto na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações entre 0,21% negativo e 0,06% positivo por volta das 09h10 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/20 era cotado à R$ 71,72 com queda de 0,14%, o janeiro/21 valia R$ 71,60 com perda de 0,07%, o março/21 era negociado por R$ 71,00 com baixa de 0,21% e o maio/21 tinha valor de R$ 66,19 com alta de 0,06%.

As flutuações cambiais ajudavam a pressionar os contratos do cereal brasileiro nesta manhã, já que o dólar caia 0,30% e era cotado à R$ 5,55 por volta das 09h25 (horário de Brasília).

Mercado Externo

Os preços internacionais do milho futuro começaram a quarta-feira caindo na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações negativas entre 2,25 e 2,50 pontos por volta das 09h08 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/20 era cotado à US$ 3,89 com queda de 2,25 pontos, o março/21 valia US$ 3,96 com desvalorização de 2,50 pontos, o maio/21 era negociado por US$ 4,00 com baixa de 2,50 pontos e o julho/21 tinha valor de US$ 4,03 com perda de 2,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os futuros de grãos caíram à medida que a colheita de milho no meio-oeste avançou conforme divulgado no final da tarde de ontem pelo novo relatório de acompanhamento de safra do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Até o último domingo (11), 41% da safra de milho dos Estados Unidos havia sido colhida, contra 25% na semana anterior. Em Iowa, 42% do milho dos EUA estava colhido no início da semana, contra 25% na semana anterior, e em Illinois, 45% foi colhido contra 26% na semana anterior. A média dos últimos cinco anos era de 17% em Iowa e 53% em Illinois.

https://bit.ly/3470Svb

Fonte: Noticias Agricolas

© 2020 Sementes Gaúcha - Todos os direitos reservados.